A roteirista Kater Gordon está acusando o criador da série Mad Men, Mathew Weiner, de assédio sexual durante a época que a série estava no ar. A notícia é do site The Information.

De acordo com as acusações, Mathew teria pedido para Kater ficar nua na frente dele, dizendo que a roteirista devia isso a ele. Kater ficou em choque, se sentindo “ameaçada e desvalorizada”, mas decidiu não contar para ninguém da equipe com medo de perder o emprego. “Quando ele passou do limite eu sabia que ele estava errado, mas eu não sabia qual era minha opinião na época”, disse Kater.

Mathew respondeu a acusação através de um representante, que disse que o criador não se lembra de ter feito nada parecido com Kater e que a ação “não reflete um comentário que ele diria a uma colega”.

Kater Gordon saiu da série após a terceira temporada por motivos até então desconhecidos, e com isso, muitas pessoas vieram perguntar para a roteirista o motivo do ocorrido. Após ganhar um Emmy pela série, Kater disse que o prêmio na verdade se tornou um peso na sua vida, já que ela precisava responder constantemente sobre especulações e motivos para a sua saída da série.

Após o ocorrido, a roteirista se mudou para a Califórnia e atualmente desenvolve uma instituição sem fins lucrativos para vítimas de abuso sexual.