De acordo com o PJ Media, a Netflix está sob investigação em razão de denúncias de que um dos filmes em seu catálogo traz cenas de pornografia infantil. O filme em questão é o argentino Desejarás, que também se encontra no catálogo brasileiro do canal, no qual, em sua cena inicial, mostra duas meninas brincando de cavalgar em almofadas enquanto assistem um filme western. Na mesma cena, uma das meninas demonstra como se estivesse sentindo prazer, sugerindo que a brincadeira se transformou em ato de masturbação.

Ainda segundo o site, usuários do Facebook tem compartilhado o clipe do filme protestando contra a cena. Dito isso, imagens e videos podem ser considerados ilegais mesmo se não mostrarem sexo explícito, o que garante a base da investigação contra Netflix, que está sendo realizada pela ONG NCMEC (NCentro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas). 

Além disso, denúncias já foram realizadas ao FBI.