Sempre é uma boa hora para discutir os melhores Star Wars já lançados, não é mesmo?

» Siga o Bastidores no Facebook , Instagram e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema «

Com a estreia de Star Wars: Os Últimos Jedi já é hora de inseri-lo no nosso ranking. Confira quais são as nossas opiniões sobre todos os filmes da saga lançados até agora, indo do pior ao melhor.

9. A Ameaça Fantasma 

Isso é praticamente um consenso entre os fãs de Star Wars: A Ameaça Fantasma é o pior filme da saga, e uma incrível decepção para os fãs que esperavam algo de qualidade da história de origem de Darth Vader. É um filme que carece de bom roteiro, atuações e um ritmo melhor, representando a grande pedra no sapato da carreira de George Lucas. Mas é preciso reconhecer que o filme tem méritos em sua produção, desde a revolução de efeitos visuais até a introdução de personagens adorados, como Jar Jar… Quer dizer, Darth Maul!

8.  Ataque dos Clones

OK, reconhecemos que o nível melhorou um pouco aqui. O salto temporal do filme anterior para o segundo episódio na nova trilogia possibilitou um pouco mais de ação e um ritmo de aventura mais intrigante, além de continuar a expansão da saga em planetas e personagens fascinantes. Porém, a situação de George Lucas como roteirista só piora, ainda mais com a insuportável história de amor entre Anakin Skywalker e Padmé Amidala, que só fica mais intragável graças à terrível performance de Hayden Christensen.

Star Wars Disney

7. Os Últimos Jedi

O novo episódio tão aguardado de Star Wars é também o filme mais polêmico da franquia. Polarizando o público entre ame e odeie, podemos dizer que estamos próximos à completa indiferença, além de algum resquício de mágoa pelo tratamento que Rian Johnson confere aos episódios anteriores, além dos personagens da trilogia original. Sendo um filme que anda em círculos e não muda nada do que já sabíamos em O Despertar da ForçaOs Últimos Jedi é um episódio filler que não muda em nada as regras da narrativa que estamos acompanhando nessa nova trilogia. Com personagens clássicos fazendo pouco ou nada, vilões descartados com o todo o desinteresse possível, desenvolvimento pífio e redundante para Kylo e Rey, além do desperdício completo de Finn e Poe Dameron, o longa não só é um Star Wars desinteressante de qualidade duvidosa, mas também um filme ruim que utiliza recursos baratos de narrativa para solucionar diversas enrascadas que Rian Johnson insere os personagens. Viciado em subversões de expectativas, o diretor-roteirista exagera na dose e consegue perpetuar mais situações idênticas às já vistas nos episódios IV, V e VI. Ao menos, o longa tem um primor técnico e visual realmente impactante, além do humor ser bem escrito, apesar de mal inserido em diversas cenas dramáticas.

6. A Vingança dos Sith

Finalmente a trilogia prequel nos entrega coisas boas! É aqui em que finalmente vemos a transformação de Anakin Skywalker em Darth Vader, com George Lucas apresentando o mais sombrio e perturbador filme de toda a saga, com uma virada dramática chocante e um conflito memorável entre os protagonistas tornados inimigos. Ainda temos que passar pela falta de talento de Lucas na arte da escrita e excessos do inexpressivo Hayden Christensen, mas é certamente um dos filmes mais satisfatórios da saga.

5. Rogue One: Uma História Star Wars

Primeiro filme derivado da saga, é também o primeiro a apostar em uma trama que fuja da mitologia dos Skywalkers e dar luz a pequenos conflitos dentro do grande quadro geral. É uma tarefa que Gareth Edwards cumpre muito bem em Rogue One, que consegue construir uma trama de guerra e espionagem com eficiência dentro desse grande universo. Os personagens e o ritmo sofrem, mas o longa garante excelentes cenas de ação e uma resolução muito corajosa, além do melhor uso de Darth Vader já feito.

4. O Despertar da Força 

Certamente um dos filmes mais aguardados de toda a História do Cinema, o retorno de Star Wars ao cinema tinha a árdua tarefa de continuar os eventos da trilogia original, limpar a imagem da saga após a má reputação da trilogia prequel e conquistar toda uma nova geração de fãs. Todas essas coisas consideradas, é praticamente um milagre que O Despertar da Força seja um filme tão eficiente e divertido. Claro, J.J. Abrams joga seguro ao seguir quase que a mesma estrutura do primeiro filme da saga, mas o faz com uma maestria cinematográfica invejável, além de personagens memoráveis e um elenco perfeito que carregam todo o filme. É o início de uma promissora nova fase de Star Wars.

3. O Retorno de Jedi 

A conclusão épica da trilogia original de Star Wars. Até hoje é um filme polêmico que divide muitas opiniões, afinal amamos ou odiamos os Ewoks? Tirando esse trecho meio insosso de lua de Endor, o filme rende momentos espetaculares como o resgate de Han Solo e Leia, a morte de Yoda, a destruição da 2ª Estrela da Morte e principalmente por todo o clímax que fecha a relação entre Luke, Vader e Imperador. Muito perspicaz de George Lucas fazer o lado negro tentar seduzir Luke Skywalker e da redenção final de Darth Vader. Mesmo com suas falhas, é um filme absolutamente memorável.

2. Uma Nova Esperança

George Lucas praticamente inventa a indústria de Hollywood com o primeiro Star Wars. De uma aposta arriscada e estranha em uma década voltada pra um cinema mais autoral, nasce a franquia mais adorada e cultuada da História do Cinema, com revolucionários efeitos especiais e um dos exemplos mais básicos e eficientes de como se executar a clássica Jornada do Herói de Joseph Campbell, tendo no protagonista Luke Skywalker um dos grandes ícones da cultura pop. Uma história simples e sensacional, que conquista diversas gerações até hoje.

1. O Império Contra-Ataca 

Como não poderia deixar de ser, o grande favorito de todos: O Império Contra-Ataca. Talvez ele encante tanta gente justamente por ser o que tem a menor presença criativa de George Lucas. Ele resolve melhor os personagens, os tornando mais humanos, inserindo mais conflitos importantes, além de denotar camadas de heroísmo e sacrifício mais significativos para o desenvolvimento de Luke, Leia e Han.

Não somente pelas cenas memoráveis de Hoth ou em Bespin ou por sua inacreditável revelação que marca uma das reviravoltas mais surpreendentes da ficção, mas sim por um notório amadurecimento da saga, além de fixar um ponto de referência sobre como sequências conseguem ser ainda melhores do que os filmes originais.

E aí, qual o seu preferido? Não vamos julgar ninguém por gostar dos prequels!

Comente!

Leia mais sobre Star Wars

Comente!