em , ,

AmeiAmei

Quem são os fremen de Duna?

Os Fremen de Duna são a maior população do planeta Arrakis, que moram no deserto aberto. Sua origem é um ponto ainda um ponto um tanto misterioso, acredita-se que eles sejam descendentes de um antigo povo nômade, os viajantes zensunni, que se mudava de planeta em planeta tentando escapar do jugo do império, sendo Arrakis – Duna – O planeta desértico a sua terra prometida. É implicado que eles sejam descendentes dos antigos árabes do extinto planeta Terra. Suas crenças religiosas misturam um pouco da doutrina do ramo sunita do islamismo com o zen budismo, como já está implicado no termo zensunni.

A Cultura dos Fremen

  • Os Fremen tem uma cultura calcada na escassez de água, um elemento de suma importância para eles, toda sua tecnologia e costumes se desenvolveram em torna dessa constante tentativa de suprir essas necessidades. Foi pensando nisso que eles criaram o trajestilador, que possibilita preservar a água do corpo, retendo e reciclando a que é expelida em secreções como o suor, a urina e até mesmo a umidade produzida na respiração.

 

  • Eles possuem uma tecnologia capaz de sugar cada gota de água presente no corpo de uma pessoa, uma curiosidade é que em um corpo de uma pessoa de sessenta quilogramas há trinta e seis litros de água, quantidade indispensável para os fremen e sempre que alguém morre é feito o procedimento. Após vencerem alguém em algum desafio individual de combate, a água do derrotado é oferecida para o vencedor como um troféu.
  • Os Fremen vivem em sietches que são cavernas escavadas para abrigar milhares de famílias. O líder do sietch é chamado de naib e o naib do sietch Tabr, principal de Duna é Stilgar.

 

  • Um ato considerado considerado como vulgar no entendimento comum como cuspir para os fremen significa um imenso respeito, pois eles estão dando seu bem mais precioso, a umidade como demonstração. O ato de chorar para os fremen é completamente inútil, desnecessário e uma verdadeira afronta reprovável, pois é um desperdício de água, “dar água aos mortos”, como eles dizem.

 

  • Toda pessoa que for encontrada sozinha no deserto aberto pode ter sua água tirada pelos fremen. Lady Jessica e Paul passaram por esse apuro e só foram salvos por terem demonstrado perícia em combate e um útil conhecimento da arte Bene Gesserit da dourina dos sortilégios, os Fremen valorizam esse tipo de valor e por isso poupam suas vidas.

 

  • O povo fremen venera o verme gigante, o criador da preciosa especiaria melange, abundante em seu planeta. Eles conseguem domar os vermes, podendo cavalgá-los. Eles ensinam esse ato às crianças como um rito de passagem para a maturidade. Quando os guerreiros fremen aparecem montados nos monstruosos vermes fica difícil para o inimigo,seja lá que for, não bater em retirada, tomado pelo medo.

 

  • Sua principal arma é a faca cristalina, lâmina feita com o dente de um verme, eles evitam a desembainhar, a não ser que estejam verdadeiramente em combate, pois eles tem a crença de que a lamina precisa provar sangue toda vez que for desembainhada. Eles desenvolveram uma mutação que faz com que o sangue coagule mais rapidamente quando são feridos, assim retendo a água do corpo.

 

  • No primeiro livro de Duna, o duque Leto reconhece o valor dos fremen como guerreiros valorosos, muito devido ao fato deles sobreviverem em uma condição extrema, os endurecendo física e psicologicamente. Os Atreides pretendem usá-los como aliados já que os dois possuem um inimigo em comum, os Harkonnen que andavam caçando os fremen como esporte.

 

  • O principal elemento de sua dieta é a especiaria melange, usada como condimento, deixando a comida com um forte gosto descrito como semelhante ao da canela. A supersaturação de melange no sangue cria o fenômeno dos olhos completamente azuis, os “olhos de Ibad” que esse povo curiosamente possui.

A profecia do Lisan Al Gaib e o planetologista Kynes

obs: Kynes, que era descrito como homem no livro do Frank Herbert será interpretada pela atriz nessa foto na versão do novo filme do Denis Villeneuve.

Pardot Kynes foi um planetologista enviado para Arrakis para estudar o planeta. Ele acabou fascinado com os Fremen e se casou com uma mulher do seu povo. Ele acreditava que era possível o planeta ficar com uma biosfera menos agressivo, até mesmo tornar-se um planeta rico em água e começou a fazer um trabalho para uma futura mudança no planeta.

Após sua morte, seu filho, Liet-Kynes continuou seu trabalho, se tornando também um planetologista. Sob sua supervisão os Fremen conseguiram estocar uma quantidade considerável de água de lençóis subterrâneos e espécimes de planas e animais, que eles vão aos poucos introduzindo para causar as pequenas mudanças que um dia supostamente transformaria o planeta para sempre.

Eles creem que um dia um salvador viria e os guiaria em torno dessa mudança. Chamado Lisan Al Gaib. Eles acreditam que encontraram esse ser tão esperado após conhecerem Paul Atreides, filho do duque Leto e da Bene Gesserit Lady Jessica. Após observarem os sinais, até mesmo o próprio Liet e Stilgar (Líder do povo) acreditaram que Paul deveria ser seu mahdi e os fremen o aceitaram como seu líder e o seguem em sua luta contra os Harkonnen e o imperador.

Paul se apaixona por um mulher fremen, Chani, filha de Liet-Kynes, com quem vem a ter filhos depois. Ela nunca chega a ser a esposa de Paul, sendo uma concubina, mas é considerada como a verdadeira mulher em seu coração, assim como seu pai nunca formalizou sua união com Lady Jessica.

 

O que você achou desta publicação?

Avatar

Publicado por Daniel Tanan

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0

Comente!

Artista pega pinturas antigas e coloca elementos de Star Wars nelas e o resultado é impressionante

Comercial de Mulher-Maravilha 1984 será divulgado hoje na final de BBB 20